quarta-feira, 6 de junho de 2012

Exercícios de Pilates para dor Lombar



A lombalgia ou dor lombar é uma queixa muito presente nos dias de hoje. Estima-se que 70 a 80% da população mundial desenvolve lombalgia em alguma etapa de suas vidas, mas a maioria dos episódios não são incapacitantes.

Não é uma doença, mas sim um sintoma.
A dor pode ter como causa vícios ou desvios posturais, desequilíbrios musculares ou ser causa secundárias de disturbios da coluna vertebral como a hérnia de disco, protrusões discais, espondilolistose, entre outras patologias.

Apesar das possiveis diferentes origens da lombalgia, a sua incidência é maior em:
·     Pessoas sedentárias,
·     Trabalhadores que exercem tarefas com grande sobrecarga física (muitas vezes em posturas incorretas),
·      Pessoas que permanecem longos períodos sentadas ou na posição de pé,
·      Indivíduos com pouca mobilidade corporal (encurtamentos musculares) que acabam causando limitações na maioria dos movimentos diarios e sobrecargas exageradas sobre a coluna.

Independente de sua causa a dor está normalmente associada a incapacidade de estabilizar a coluna lombar, por falta de controle dos músculos profundos do tronco, em especial o multífido lombar e o transverso do abdomen.

Estudos recentes comprovam a eficácia da estabilização segmentar lombar como tratamento para a lombalgia, sendo menos lesiva por ser realizada em posição neutra. Pesquisas sugerem que, sem a ativação correta dos estabilizadores profundos do tronco, as recidivas do quadro álgico são notadas com muita freqüência.

No Pilates conseguimos fortalecer exatamente essa musculatura estabilizadora da coluna lombar, pois esses músculos fazem parte do centro de força (Powerhouse) do Pilates e no método esses músculos são continuamente trabalhados nos exercícios.

       É importante sempre que tiver alguma dor ou desvio em nossa postura, trabalhar os problemas para não deixar que eles evoluam. E o ideal ao procurar um estúdio de Pilates é tomar o cuidado de verificar se o local possui profissionais capacitados com experiência no método e em tratar a sua patologia. Esse profissional deverá realizar uma avaliação postural detalhada e desenvolver um plano de tratamento eficaz.

     Ao executar os exercícios sozinho, deve-se prestar atenção nos movimentos realizados, pois eles devem ser feito sem dores, com precisão e controle do corpo. E sempre que possível procure um instrutor.

  


1. Pré-Pilates: dissociação coxo-femoral
Materiais: Mat e alças de pés
Objetivo do exercício: dissociação coxo-femoral com auxílio das alças.
Posição inicial: Em decúbito dorsal, mãos segurando as alças que estão acima dos joelhos, pernas flexionadas e pés apoiados no mat.



Descrição no movimento: Puxe a perna direita pela alça que está na coxa e retorne a posição inicial. Execute com a perna esquerda e retorne a posição inicial.
Repetições: 3 a 5 vezes de cada lado (depois de executar com auxilio da alça nas coxas, execute sem a ajuda delas, desafiando a estabilização da pelve)
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.



2.  Pré–Pilates: dissociação coxo-femoral com fortalecimento abdominal
Materiais: Mat
Objetivo do exercícios: Dissociação coxo-femoral com fortalecimento abdominal e estabilização da pelve e lombar.
Posição inicial: Em decúbito dorsal, braços ao longo do tronco, quadris e pernas flexionadas.





Descrição no movimento: Desça a perna direita encostando a ponta do pé no mat e retorne a posição inicial. Execute com a perna esquerda e retorne a posição inicial.
Repetições: 3 a 5 vezes de cada lado.
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.




3.  Hundred

Material: Mat
Objetivo do exercícios: Fortalecimento abdominal com estabilização da coluna lombar e cintura escapular.
Posição inicial: Em decúbito dorsal, braços estendido na direção do teto e na linha dos ombros, quadris e pernas flexionados.



Descrição no movimento: Ao mesmo tempo: eleve a cabeça e a parte alta do tronco e desça os braços estendidos paralelos ao mat; Bombeie os braços ao lado do tronco.
Repetições:  5 respirações completas (inspire bombeando os braços em 5 tempo e expire bombeando em 5 tempos). Conforme os abdominais estejam mais fortes faça 10 respirações completas.
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.



4. Foot work – One Leg
Materiais: Mat e faixa elastica de intensidade média
Objetivo do exercícios: Dissociação coxo-femoral e fortalecimento abdominal.
Posição inicial: Em decúbito dorsal, cabeça e parte alta do tronco elevos, mão segurando a faixa elástica, quadril direito e perna direita flexionados com a tira elástica no pé direito, perna esquerda estendida no mat.

OBS: Se não tiver força abdominal para sustentar a cabeça no alto, faça com a cabeça apoiada.


Descrição no movimento: Estenda a perna direita para frente e retorne a posição inicial. Execute com a perna esquerda.
Repetições:  8 a 10 vezes com uma perna e depois troque para a outra.

Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.



5.  Foot work
Material: Mat e faixa elastica de intensidade média
Objetivo do exercícios: Dissociação coxo-femoral e fortalecimento abdominal. Este exige mais força abdominal e estabilização da lombar que o exercício anterior. Deve ser feito depois que se adiquiriu controle do exercício anterior.
Posição inicial: Em decúbito dorsal, cabeça e parte alta do tronco elevados, mãos segurando a faixa elástica, quadris e pernas flexionadas com a tira elástica no pé.
OBS: Se não tiver força abdominal para sustentar a cabeça no alto, faça com a cabeça apoiada.




Descrição no movimento: Estenda as pernas para frente e retorne a posição inicial.
Repetições: :  8 a 10 vezes
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.


6.   Shouder Bridge
Material: Mat e faixa elástica de intensidade média
Objetivo do exercícios: Segmentação da coluna e fortalecimento dos musculos posteriores das pernas e paravertebrais (estabilizadores da coluna)
Posição inicial: Em decúbito dorsal, braços ao longo do tronco, mãos segurando a faixa elástica que está  sobre a pelve,  pernas flexionadas e pés apoiados no mat.


Descrição no movimento: Eleve a pelve segmentando a coluna e sustente na posição da ponte por 10 segundos
Obs: Se tiver hérnia de disco não execute a segmentação da coluna, eleve e desça a pelve e o tronco como se fosse um bloco único.
Repetições:  3 vezes
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado.



7.   Leg Pull Front
Material: Mat e bola suíça
Objetivo do exercícios: Dissociação coxo-femoral e estabilização da coluna lombar e pelve, com fortelecimento dos abdominais e paravertebrais.
Posição inicial: Em quatro apoios, mãos na direção dos ombros, pernas estendidas e dedos dos pés no mat. Bola sob a pelve.


Descrição no movimento: Eleve a perna direita sem passar da altura do quadril e retorne a posição inicial. Eleve a perna esquerda e retorne a posição inicial.
Repetições: 3 vezes cada lado, alternadamente.
Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento. Quando já estiver com o controle muscular melhor, execute sem o auxilio da bola.



8.   Controle sobre a bola com flexão de braços
Material: mat e bola suiça
Objetivo do exercício: Estabilização da coluna e pelve com fortelecimento dos abdominais, paravertebrais e braços.
Posição inicial: Ajoelhado no mat, o tronco apoiado sobre bola e mãos sobre o mat.


Descrição no movimento: deslize o corpo sobre a bola, andando com as mãos até chegar a posição de controle. Flexione os cotovelos e retorne a posição de controle.
Repetições: 5 a 10 vezes

Cuidados: Durante a execução do exercício o centro de força deve permanecer acionado, a pelve deve ser mantida na posição neutra e a lombar estabilizada sem movimento.


9. Relaxamento sobre a bola
Material: mat e bola suiça
Objetivo do exercícios: relaxar sobre a bola
Posição inicial: Posição de controle do exercício anterior (fazer como uma continuação do exercício)

Descrição do movimento: Partindo da posição do exercício anterior, flexione os joelhos puxando a bola e relaxe.
 Ou Relaxe 
Ajoelhado, relaxe o corpo todo sobre a bola.






Exercícios elaborados pela professora Alessandra Truzzi: Graduada em Fisioterapia, certificada no método Pilates pelo CGPA Pilates®. Instrutora do método desde 1999 e hoje é coordenadora da área de Fisioterapia no CGPA Pilates®. Ministra workshops de aperfeiçoamento no método Pilates.

5 comentários:

  1. muito obrigado ... me ajudou muito ...

    ResponderExcluir
  2. Adorei,Exelente!me ajudou muito, tenho hérnia de disco e tenho certeza que vai me orientar para continuar fazendo pilates em casa!

    ResponderExcluir
  3. Alguns exercicios havia feito na fisio quando tive uma crise. Muito bom. Bem explicadinho. Obrigado.

    ResponderExcluir